-->

terça-feira, 23 de julho de 2013

Naruto Series 3::01 - Haru Uzumaki Chegando!

NARUTO SERIES 3
EPISÓDIO 01 - HARU UZUMAKI CHEGANDO!
23/07/13



A manhã começou agitada na casa de Naruto Uzumaki, já no nascer do sol, que por um acaso estava lindo naquele dia. Aquilo só podia significar boa sorte, e foi o que o filho do hokage pensou quando acordou com animação total.

- Meu primeiro dia como gennin! Meu primeiro dia como gennin! - gritava Haru para acordar os pais e se acordar também.
- Vamos Haru, deixe eu e seu pai dormir um pouco mais - suplicou Hinata entre os gritos.
- Ah, vamos Hina, hoje é um dia especial para nossos filhos - e se levantou, espreguiçando, foi até o quarto da filha e á acordou.

Depois de algum tempo de confusão, berros, alegria, um ótimo café-da-manhã e uma despedida, os dois herdeiros do hokage foram para conhecer á quem seriam seus mestres e qual seria o número do time que ficaram. Estavam tão animados, mais do que o normal, o que podia ser uma catástrofe.

- China-niisan, você acha que eu serei um bom gennin? - perguntou Haru, animado.
- Não sei... afinal, ainda nem fomos para equipes - gesticulou China, curiosa.

Chegaram á porta da sala de aula. Lá que iriam se mostrar como gennins pela primeira vez, ninjas de verdade e reconhecer seus primeiros senseis. Haru queria uma entrada temática, muito eletrizante e que mostra-se o quanto estava ansioso, já China queria ir normalmente, como se fosse outro dia de aula.

Ela adentrou á sala. Haru esperou... esperou... esperou... abriu á porta com toda á força, lançando uma grande camada de poeira á sua frente, tampando-o e mostrando apenas suas silhueta. O apagador que ficava acima da porta para invasores ajudou, fazendo mais fumaça ainda.

- Dattebayo!!!! - gritou ele para que todos pudes-em ouvir.

Ele quase que caiu no chão. Não tinha ninguém ali com exceção da irmã e umas 3 pessoas reconhecíveis. Nenhum deles estavam surpresos, mas sim, confusos. Entre eles estavam Izumii, Kai e Shina.

- Quem diria, chegou cedo? - foi á pergunta irônica que Kai fez, mas era verdade, geralmente Haru chegava mais tarde do que o combinado.
- Sim, algo contra? - replicou.
- Meninos, parem com isso - falou Izumii, separando-os.

O resto dos amigos dele foram chegando. O professor só chegou pontualmente, logo depois alguns alunos que haviam sido reprovados chegaram e entregaram um papel assinado, depois voltaram para suas casas, pronto, era aquele o momento.

- Irei começar em ordem numérica - disse ele.
- Anda logo! Queremos saber em que times ficamos! - falou Haru.
- Muito bem. Meyuri Nara, Ikumi Akimichi e Sarah Yamanaka.
- Sim? - perguntaram os 3.
- Serão o Time 3.

Eles deram viva e saíram com alguma silhueta na porta, pareciam bem alegres de terem ficado no mesmo grupo. Afinal, eram o lendário Ino-Shika-Cho, uma formação do clã deles que durou séculos.

- Ren Inuzuka, China Hyuuga e Shunsuke Uchiha.
- Somos nós - disseram eles, se levantando lentamente.
- Serão o Time 2.

Fizeram á mesma coisa com os anteriores. Haru tamborilava os dedos na mesa, pensou que ficaria junto da irmã. Ele tinha hiperatividade.

- Haru Uzumaki, Shina Haruno e Kai Hisoka.
- Ahhhh - disse Haru, sem saber se sentia alegria ou raiva.
- Serão o Time 6.

Eles saíram, ainda ouvindo ás vozes lá de dentro, ouviu algo como Sayuri Kin, Shunsuke Uchiha e Kouchi Debusa --- Time 4. Continuou seguindo e viu uma silhueta de uma professora aguardando-os, pelo jeito ela seria á professora deles.

Ela tinha cabelos arroxeados encaracolados grandes, seus olhos eram penetrantes e usava o colete verde-musgo dos jonnins. Tinha duas marcas no rosto que pareciam á da Rin, uma antiga shinobi que havia se suicidado.

- Olá, são o Time 6? - perguntou ela.
- Sim, somos - respondeu Shina.
- Venham então, jovens shinobis - convidou.

Haru viu de relance Sayuri, Shunsuke e Kouchi saindo da porta, indo até algum professor. Ele  seguiu até um pátio com uma grande árvore.

- Muito bem, hoje iremos falar um pouco sobre cada um de nós.

Todos olharam curiosos para á mestra. Pensaram que iriam treinar, ou fazer algo mais rigoroso, mas não, iriam falar sobre si.

- Meu nome é Kyoshi Hatake, minha ambição é um dia ser uma heroína - falou Kyoshi.
- Meu nome é Shina Haruno, minha ambição é ser uma kunoichi muito poderosa - retribuiu Shina.
- Meu nome é Haru Uzumaki! E eu quero ser um hokage, como o meu pai! - exclamou Haru.

O time olhou para Kai, que continuava sentado, olhando para o horizonte. Por fim, ele suspirou e ergueu os olhos, falando de um jeito cansativo.

- Eu sou Kai Hisoka, e meu sonho é ser o melhor de todos - disse ele, ausente do mundo.
- Certo, o treinamento de vocês irá começar amanhã bem cedo, não tomem café da manhã, fazendo um favor. - falou á sensei.

No dia seguinte o sol ainda estava descansando lentamente no início do horizonte. Talvez fosse por que não tinham tomado café da manhã, mas o Time 6 se sentia muito fraco. Kyoshi já os esperava lá, com os olhos âmbar penetrantes de sempre.

- Muito bem, hoje você terão que pegar esses guizos de mim - anunciou á sensei.
- Só isso? Nada mais? - perguntou Kai.
- Na verdade, acho que será um grande desafio, como foi para o meu pai... - falou Shina
- ...e para o meu também... - prosseguiu Haru.
- Vou dar 5 minutos de vantagem para cada um, boa sorte á todos

A professora sumiu. A primeira estratégia de Haru foi não cometer o erro do pai e se esconder também. Por sorte achou um esconderijo ótimo, confortável e que tinha uma boa visão do campo. Sentiu algo no pé e logo se dispersou, mas era apenas um... fio? O cortou com á kunai e um tronco caiu do céu.

- Quase que caiu nessa armadilha! - disse Haru assustado.

Ele voltou para o esconderijo, conferindo-o. Logo ouviu o grito de Shina. Claro, ela também havia encontrado o lugar ''perfeito'', ou seja, um lugar perfeito com uma armadilha. Kai parecia bem... para sua infelicidade, afinal, onde ele estava?

- Humf, ocupado. - ouviu á voz de Kai atrás dele.

Antes que pude-se se virar o rival já havia sumido. Esperou, achou que já havia passado uns 3 minutos, faltavam apenas 2 para o jogo começar. Apertou mais o arbusto que o escondia, até que sentiu uma pontada. Tinha uma agulha ali, se tive-se derrubado-a, teria sido pendurado no alto.

- Ah, merda - ele desfez a armadilha.

A Kyoshi apareceu no meio do campo, onde podia ser muito bem vista. Fez um mínimo movimento, para pegar 3 kunais com papéis bomba. Mas uma folha do arbusto caiu, e Kyoshi olhou para lá. Ele quase caiu para trás. Era agora ou nunca.

Jogou uma pedra para o outro lado, fazendo um barulho mínimo, e foi para o outro sem fazer barulho algum. Kyoshi fechou os punhos e olhou na direção da pedra. Haru e seu clone chegaram lá rapidamente. O clone pulou o original e deu um soco em Kyoshi, mas o mesmo o segurou. Haru se aproximou e foi dar outro soco, mas também falhou.

Os dois viraram fumaça. Ambos eram clones. O verdadeiro Haru e dois clones estavam atrás de Kyoshi, os dois clones correndo e atacaram á mestra, que os desfez, e Haru jogou as kunais bomba. Ela desviou e os selos explodiram abaixo dela. Sua cara era uma surpresa, como se disse-se Como caí em um truque desses? Antes de aterrissar de pé, Haru aparece na sua frente e tocou no guizo, mais foi jogado longe.

- Como caí num truque desses? - se xingou em silêncio, Kyoshi.
- Foi um bom golpe, mas deu errado, imagina o que eu planejei? - cochichou Shina para si mesma, no esconderijo.

Haru se dispersou. É, haviam se decidido. Aquele seria o treinamento mais difícil que teriam.

No próximo episódio:
O pior estaria por vim? Afinal, se não passassem nesse treino voltariam para á academia, seus pais tinham passado pela mesma coisa... mas como saíram dessa? Iriam ter que experimentar para ver, dando o máximo de si! Ou a sensei seria poderosa de mais?...